Análise | Untitled Goose Game: Seja um ganso infernal

Por Paulo Ferreira

Desde quando Untitled Goose Game foi anunciado há exatamente dois anos atrás, eu já tinha certeza que o jogo seria sucesso. Isso pode parecer um pouco prepotente da minha parte, mas esse é o tipo de título que chama a atenção de todo mundo. Ele tem um protagonista fofo, um estilo de arte simples e colorido e a possibilidade de infernizar a vida de todo um vilarejo enquanto você grasna por aí – o potencial para se tornar um meme na internet deve ter atingido um 200% de probabilidade só com esses fatores.

E foi exatamente isso que aconteceu. O ganso de Untitled Goose Game se tornou o queridinho da internet nas últimas semanas, se tornando objeto de piadas, alvo de crossovers com outros personagens famosos e um grande sucesso de vendas. O jogo conseguiu o que parecia impossível – bater o novo The Legend of Zelda nas vendas digitais do Nintendo Switch.

Você pode conferir na análise em vídeo abaixo um pouco do gameplay do jogo e porque ele é tão divertido.

Você está livre para fazer o que quiser nos diversos cenários do jogo, mas ele oferece uma série de desafios para guiá-lo no caminho do caos perfeito. Monte um piquenique com coisas roubadas de um jardim, prenda uma vendedora dentro de sua garagem, faça um vizinho cortar a rosa premiada no outro – essas são apenas algumas possibilidades. Tudo isso poder ser conseguido de duas maneiras: sendo totalmente furtivo, sem deixar que nenhum dos moradores do vilarejo te vejam, ou sendo um pesadelo para todos eles, grasnando para todos os lados e fazendo todo mundo sair dos seus caminhos habituais.

Essa mistura de caos e calma é o que faz jogar Untitled Goose Game tão prazeroso. A maior parte dos personagens corre mais rápido do que você, então levar um item de um lugar para outro normalmente exige discrição. Em outros momentos, causar um pouco de bagunça pode ser a chave para conseguir completar seus objetivos. Não existe game over e raramente é necessário recomeçar do zero – sempre há uma forma de resolver os problemas impostos pelo jogo.

O objetivo do jogo é perturbar os moradores de uma pequena vila inglesa

Conforme o jogador improvisa seus caminhos pelo jogo, a trilha sonora também vai sendo improvisada junto – as músicas do compositor clássico Debussy são usadas de forma adaptativa conforme você suas ações ditam o ritmo. É o mais próximo que você vai chegar de fazer sua própria improvisação de jazz sem saber tocar instrumento algum – incluindo algumas grasnadas de ganso para apimentar a música.

Untitled Goose Game tem pouco mais de duas horas em sua primeira tentativa, mas pode ser terminado em bem menos tempo após finalizá-lo pela primeira vez, o que faz dele um jogo bem curto para aos padrões atuais. No entanto, além de ter um preço acessível nas lojas em que está disponível, ele traz diversos novos desafios para quando você acabar de infernizar a vila pela primeira vez. Mesmo tendo terminado três vezes e completando os desafios, sempre tenho vontade de retornar ao mundo colorido de Untitled Goose Game para me divertir às custas da paz de seus moradores. HONK!